Publicidade
>> Como anunciar
>> Email
.
Serviços GuiaNet

Tenha Seu E-mail no GuiaNet, é Grátis!

>> Guia Turismo BR
>> Mapa do Brasil
>> Programa Sucesso


Pare Enquanto é Tempo!!!






Pare Enquanto é Tempo.



"VIVA SÓ SOB A INFLUÊNCIA DO SEU MUNDO INTERIOR"

A coisa mais difícil para a gente é aprender a seguir o nosso caminho sem se deixar atrapalhar pelos outros.
É impressionante como as pessoas são sensíveis ao que os outros falam.

Fico admirado ao ver como vocês têm ouvidos abertos para escutar o mundo, sem olhar a realidade de cada um.
Vocês vão ao médico e aceitam tudo o que ele fala.
Lêem um livro e aceitam tudo o que está escrito.
Algumas coisas vocês contestam ou repensam.

A maioria, no entanto, dá toda a sua confiança para os outros e se entrega para as teorias, se entrega para os pensadores de uma tal maneira que se desorienta completamente da própria vida, da sua natureza.
Vive fora de si, vive como se fosse um zumbi, guiado pelo ambiente.

Qualquer coisinha no ambiente destrói a sua atenção e o afeta. É um comentário, é a pressão que as pessoas fazem.
Quem vive muito para fora gosta de fazer pressão, de criticar, de cobrar o outro, de reinvindicar mudança.
Todo mundo quer que o outro seja como ele quer.
Ninguém está disposto a ceder. A vida, então, se torna um transtorno.

Você fica magoado, ferido.
E, daí, começa a constituir as defesas.
Fecha os olhos para não ver.
Põe no seu corpo uma porção de barreiras para não sentir. Você enlouquece no dia-a-dia, sentindo que os outros são perturbadores, agressivos e se sente confuso.

Muitas das coisas que os outros põem na sua cabeça, muitas dessas infuências, você segue, porque acha que tem que ter consideração pelos outros, nem que seja para mortificar:
- Eu não posso deixar de telefonar para fulana. Não posso deixar de fazer isso.

Passa, então, a ser escravo dos outros, que vivem impondo suas condições.
O pessoal larga o problema na sua mão e você acha que tem obrigação de resolver.
É o filho que explora a mãe.
É a mãe que explora o filho.
É o pai que explora a esposa e a esposa que explora o marido.
É um explorar o outro, um se meter na vida do outro, um querer que o outro mude.

E quando os outros não estão se metendo, é você que está chamando:
- Me ajude. Reza para mim. O que você acha? Me dê a sua opinião.
- Você vai enfiando o mundo dentro de você e vai se atrapalhando, se atolando e ficando desesperado, aflito.
Aí vem as doenças, as perdições, as tentações, as negatividades.

Quando revoltado, todo mundo está a fim de jogar sua revolta no ar.
E vomitar todas as besteiras sobre a situação do Brasil, da família, do dinheiro, explorando as feridas humanas.
- Olha aquele! Você viu a barbaridade que ele me disse? ...
Todo mundo está contra mim. Morro de medo das invejas.
O povo fica na maledicência e vai se afundando, se afundando cada vez mais na depressão, cada vez mais na perdição.

Terrível, não é, minha gente? É feio o quadro? É mentira o que eu estou dizendo? Alguém precisa falar disso.
Se ninguém falar, você finge que não vê.
Se quiser se fazer de ignorante, pode fazer.
Mas você está fugindo ao bem que conhece no seu coração e vão pagar por isso, pois tudo tem consequência nesta vida.

Ninguém sofre nada sem ter infringido a lei.


Não tem inocente, não, senhor.

Você pode ter apagado da sua consciência os motivos, pois já fez o que não devia.
Sabe que não devia, mas já cultivou a revolta e o pessimismo.
E não quer se olhar, não quer tomar conta de si, não quer usar o poder de selecionar o que serve e o que não serve, não quer pensar nas coisas.
Vai fazendo feito bobo, vai entrando na dos outros.

Eles cobram e você acha que tem que ser cobrado mesmo, em vez de saber dizer "não" e saber se posicionar.
Fica com medo de sofrer amanhã, com medo de que as pessoas a quem negou venham atacá-lo na covardia, porque você também ataca, quando negam para você.
Fica revoltado e pensa que todo mundo vai fazer o mesmo.
E é bem capaz mesmo de fazerem, porque você está na mesma faixa vibratória.

Se você quer uma vida boa - e você merece -, precisa fazer as coisas adequadas.

Qualquer um pode melhorar a sua condição de vida, pode ter prosperidade, sucesso, pode encontrar tudo o que deseja no fundo do seu coração.
Pode, porque a vida, pode ter prosperidade, sucesso, pode encontrar tudo o que deseja no fundo do seu coração.
Pode, porque a vida é generosa.
Mas a vida é organizada, não é bagunça.

É você que não entende as leis, porque também não faz esforço para entender.

Para você, parece que tudo é um caos e que todo mundo é ruim.
Só você não tem ruindade.
Mas onde já se viu alguém se queixar de alguém sem ser malvado também?
Quem se queixa da maldade alheia é porque é igualzinho. Nem põe nem tira.

Não adianta ficar bravo, revoltado, porque é você quem arca com as consequências, com os caminhos fechados, com as dificuldades, com as doenças.
De que adiantou você ficar revoltado?
Só mostrou que, lá no fundo, você só tem ódio.
E ainda acha que ódio é solução.

Por isso, vai receber muito ódio, muita maldade em volta de você, porque essa é a lei.

E quem escapa da lei?

Ninguém escapa da lei, nem mesmo Cristo escapou.
A gente que está aqui observando vê que não tem protegido. Estou cansado de ver gente tão caridosa morrer toda podre, ruim, arrebentada, assassinada, com mil problemas.
Jesus mesmo foi assassinado.
O que prova que todo mundo está na lei.
Não tem esse filho predileto, não. Não existe.

Todo mundo é predileto de Deus, porque ele criou todos com o mesmo amor.
Na hora do benefício, Deus estende a mão da mesma maneira. Mas se você infringe a lei, Ele não o protege.
Se infringiu, vai dormir na cama que fez.
Pode parar, então, com essa conversa de "não sei, não conheço" e começar a querer conhecer, minha gente.

O amor por si, o respeito por si começa com a honestidade interior.
Não é só ir ao cabeleireiro, ficar bonitinho e dizer "eu me amo".
O negócio é começar com o respeito interior, o respeito à sua verdade, ao seu bem.

-= Se você quer ser bem tratado, aprenda a se tratar bem e a tratar bem os outros. =-

O que se planta é o que se colhe.
Não tem injustiça, não.
A ignorância de um serve de lição para o outro.
Deus pega o ignorante e põe no seu caminho para você experimentar o que está plantando.

Eu sei que o outro é ignorante, sei que o outro é burro.
Mas por que ele entrou na sua vida?
Porque você abriu um campo para ele entrar.


Então, vamos acabar com essa conversa.
Se você não assumir direto, vai sofrer muito.
E estou falando isso porque não quero que você sofra, não.
Você precisa parar e ver o quanto você se deixa atrapalhar pelos outros, porque você fica com pena e vai pegando os problemas dos outros.
O povo joga uma tragédia de vítima para usar as suas forças, você entra nessa jogada, fica com pena do fulano, sicrano e beltrano.

Aí, você pega todas as cargas pesadas dos outros, entra no carma, na vibração dos outros, em vez de seguir os impulsos interiores da sua vontade.
- Ah, mas eu tenho medo de ser egoísta.
Tenho medo de que o mundo me rejeite.
- Enquanto você estiver se rejeitando, o que importa se o outro rejeita ou não?

Você mesmo já rejeitou seus impulsos interiores para levar uma vida que está sendo insatisfatória.
E ainda está com medo de mudar essa vida, com medo de sair de trás do seu armário, escondidinho, levando essa vidinha, em vez de fazer revolução que precisa fazer para que se realize como espírito, como pessoa de uma vez por todas.

O caminho da realização é o Caminho Espiritual, ou seja, você se realiza como pessoa quando você consegue não viver mais sob a influência do mundo, mas, sim, sob a influência do seu mundo interior e só do seu mundo interior, porque Deus fala lá dentro e você precisa escutar o que está dentro.

Só assim você vai sentir a paz, a honestidade consigo mesmo.

Do livro "UM dedinho de Prosa - Pelo Espírito de Calunga - Psicografado por Luiz Antonio Gasparetto"
Abraços a todos e reflitam sobre o texto.


E-mail - adminrs@guianet.com.br

Desenvolvido por
GuiaNet - Guia Internet Brazil     ©2005
Info: guianet@guianet.com.br